sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Marcas


As marcas não são visíveis mas estão cá,

são feridas, por curar

setas espetadas sem flecha

balas sem pistola

mas feridas profundas...

porque gostar fere

porque gostar magoa

porque gostar angustia...

mas ... gostar...

gostar é bom demais!!!

E porque eu não quero deixar de gostar vou tapar as minhas feridas,

cicratiza-las e fingir que não existem...

12 comentários:

Lenore. disse...

'E porque eu não quero deixar de gostar vou tapar as minhas feridas,
cicratiza-las e fingir que não existem...'

que lindo :')

.::Borboleta::. disse...

nao posso aproveitar
mas continua a existir sem duvida

decisao acertada (penso eu) nunca se deve desistir so porque ha feridas que teimam em nao sarar...

beijinho*
bom fim de semana

João da Silva disse...

Atitude de quem ama - e corajosa (ou são conseqüências, uma da outra).
Beijos, querida!

saudade disse...

"E porque eu não quero deixar de gostar vou tapar as minhas feridas,
cicratiza-las e fingir que não existem..."
E quem quer deixar de gostar ???? Só quem nunca experimentou de facto o que é gostar de alguém !!!
beijo

Anônimo disse...

Gostava de compreender como é possível apagar do coração essas feridas!!!
Com passeios? ao luar? na bruma da noite? contemplar as luzes da planície na montanha?

Quase Trinta disse...

E porque eu não quero deixar de gostar vou tapar as minhas feridas,
cicratiza-las e fingir que não existem...

quisera eu que fosse tão simples assim

belo texto

Francis disse...

As marcas, essas ficam para a eternidade.
Gostar é um estado de alma tão profundo que é mais confortável ignorar que esquecer. As feridas devem ser cicatrizadas, só assim se concebe a vida, mas não é menos verdade que quando são mal curadas, podem gangrenar e pôr em risco a rópria vida. Todos temos uma capacidade grande para esquecer, faz parte de nós, basta termos essa vontade, será também uma questão de oportunidade, e, essa vai surgir de certeza na tua vida.
Um beijo grande.

Anônimo disse...

Hummm gostei do "paradoxo" este "querer e não querer", como diria o poeta, lança-nos num desafio constante e permanente, de cairmos e nos levantarmos, querer afastar e logo desejar... Esta "dicotomia" da vida, torna único cada um de nós, daí a nossa beleza inconquistável.
Afinal tens uma beleza de coração invejável.
Beijo Querida...

Mel disse...

será que fingir é a solução para que as cicatrizes deixem de existir ?

o melhor é deixar de ocultar estas feridas, mostrá-las ao vento para que o tempo as cure mais depressa...

beijo*

Vanessa. disse...

'E porque eu não quero deixar de gostar vou tapar as minhas feridas,
cicratiza-las e fingir que não existem...'

Lindíssmo :$

Mony disse...

Oiee

mas doe muito...
as vezes velo muito tempo para me curar, mas tenho q ficar boa já ...

beijoss

muitoo lindo
=)

Anônimo disse...

Nao é por fingir que vai deixar de doer...a que dizer o que nos magoa e tentar curar as feridas com quem nos magoou:)
beijo:)